Lustato Tenterrara
  • Hombre
  • Teresina, Piauí
  • Brasil
Compartir en Facebook
Compartir

Amigos de Lustato Tenterrara

  • Malu de Lujan
  • Milena Dachev
  • Anelie  Wójcik
  • Leonie Schneider
  • Elias Akhenaton
  • rey
  • Rosalina Gonçalves Ramos Herai
  • Janinha Mell
  • Blanca Estela Flores Castillo
  • Léa Lu( DELEGADA CULTURAL )
  • Aecio Kauffmann Colombo da Silva
  • EMILIO SERRALHA
  • José Niño
  • Gianni Truvianni
  • MARIO SERPIETRI
 

Página de Lustato Tenterrara

Información de perfil

a.) Nombres y apellidos propios y verdaderos. En caso de usar pseudónimo, debe aclararlo en este espacio.
Lustato Tenterrara

Heterônimos: Elmano Sandino, Elmano Critilo de Dirceu, Hagar-H... e Outros...
b.) Ciudad y país de origen
São Paulo, Teresina, Recife, Rio de Janeiro

Brasil
d.) Ciudad y país donde reside
Timon - MA
e.) Profesión y/o dedicación
Abogado
f.) Actividad artística que realiza
Literatura romântica, social e jurídica
g.) Su disponibilidad para asistir a eventos
nihil

Muro de comentarios (5 comentarios)

¡Tienes que ser miembro de UNIÓN HISPANOMUNDIAL DE ESCRITORES. UHE para agregar comentarios!

Únete a UNIÓN HISPANOMUNDIAL DE ESCRITORES. UHE

A las 1:32pm del marzo 6, 2015, PASK SELVA dijo...
¡TROPIEZO CON TU MUNDO Y TE DOY 2 HOLAS, AMIG@!
 
NO PARO. Ahora he seducido a mi hacker particular DON DIEGO para que confeccione un blog que encarcele a tres de mis novelas publicadas en formato ebook. El atrayente argumento de cada ingenio (palabra de polemista), colabora a conformar un carismático trípode literario:
LA JOSEFA, MI PAYA CAÑÍ: 
Ficción histórica que detalla la vida de una mestiza de trece años nacida en un arrabal gitano y adoptada por un acomodado ciudadano payo que le abrirá las puertas a esta sociedad urbana que entre todos constituimos. 
 ROCAMBOLESCO JORNAL CULTERANO 
En aras a jamar con ambas niñas este manuscrito sin perder ni ripia de la significación de su trama, urge una cierta dosis de bagaje retórico recabado vía formación didáctica. Un lance confeccionado ese fuselaje leedor, vueso frontispicio recorrerá jocosos reglones descriptores de la subsistencia de una harto peculiar parentela. 
A PARTIR DE YA, LECTURA PARA MENTES AMPLIAS (¡!¡!¡)
LOCA LIBERACIÓN, BALLENATO
Desmadre deletreado de trasfondo humanamente humano y de apariencia cachonda y transgresora. Timoteo goza aterrizaje forzoso en una irrealidad tope puta tras un trío de décadas obligado a sobrevivir en un aparente entorno tradicional. 
 
¡PUES ESTO ES LO QUE HAY, SECUAZ! ASÍ SEA.

A las 11:04am del marzo 3, 2014,
MODERADOR
Norma Cecilia Acosta Manzanares
dijo...

En 12:33pm on enero 09, 2014, Manoel Lúcio de Medeiros -MALUME hizo Lustato Tenterrara un regalo...
POETA ACTIVO
Regalo
Mi cordial saludo poeta - Poeta Malume de Brasil
En 4:44am on enero 05, 2014, Manoel Lúcio de Medeiros -MALUME hizo Lustato Tenterrara un regalo...
POETA ACTIVO
Regalo
mi cordial saludo desde Brasil
A las 7:44am del marzo 3, 2012,
ESCRITOR DISTINGUIDO
Iris del Valle Ponce Pérez
dijo...

Um pouco de mim... E um pouco de Florbela Espanca e seu poema Poetas... Alguma crónica literária e uma crónica-sinopse do filme HAIR THE MOVIE (com vídeos)


Obrigado por visitar meu perfil.

Beijo./Abraço.
hug/kiss.

Lustato

Imagem: Foto-Poema O PEIXE, by Lustato Tenterrara


Hi...

Bom dia.

Agradaria que vc entrasse em nossas redes:

Brasil Poesias

Clique aqui para visitar

e
Rede Humanisme

Clique aqui para visitar

PS.: Temos mais umas 5 a 10, talvez te agrade alguma.

http://brasilpoesias.ning.com/page/minhas-redes-sociais

Gostaria de fazer parceria com tua rede.

Se interessar, abrimos um espaço pra minhas redes aqui,
e eu linko a tua rede nas minhas e em inúmeros sites, blogs e redes.

Acesse as Redes NING Amigas e Parceiras e Recomendadas da Rede Brasil Poesias
http://brasilpoesias.ning.com/page/redes-ning-amigas-e-parceiras


Um abraço.

Lustato


Um pouco de mim... Uma crônica sobre poesias... E um pouco de Florbela Espanca e seu poema Poetas... Alguma crónica literária e uma crónica-sinopse do filme HAIR THE MOVIE (com vídeos) by Lustato Tenterrara

๑۩۩๑۩๑♪♪Lustato♪ ♪Tenterrara♪♪๑۩

Estrelas são Sóis Distantes no Tempo (Lustato Tenterrara)

Informações do Perfil

Profile Information
Aniversário
March 3
What is the address of your network on Ning?
Brasil Poesias Rede de Música Prosa Verso Poemas e Relacionamentos - NET
http://BrasilPoesias.ning.com

My Network: Brasil Poesias

Lustato Tenterrara

NET Brasil Poesias Rede de Música, Prosa, Verso, Poemas e Relacionamentos

NET Brasil Poesias Rede de Música, Prosa, Verso, Poemas e Relacionamentos - NET

Brasil Poesias Música Prosa Verso Poemas e Relacionamentos NET

Redes NING Amigas e Parceiras e Recomendadas da Rede Brasil Poesias

Brasil Poesias Rede de Música Prosa Verso Poemas e Relacionamentos Quadro de Avisos, ois, hellos, alôs, chat, o que seja. Deixe seu Recado

Do you have another web page?
Amor & Poesias Messenger Love & Passion of Lustato Tenterrara
http://www.lustatotenterrara.com
Tell us more about yourself:
I am a poet, writer and lawyer ...
You can find me in http://www.lustatotenterrara.com
and networks Multiply, Orkut, MySpace, FaceBook, SpacesLive,
LusoPoemas, LatinoPoemas, PoetasMortos, RecantoDasLetras,
LiveJournal, SolSapoPt, iJigg, Fotolog, hi5
and many Ning
In the Google search engine, search Lustato You will ZoAr!
Meus Diálogos na Net Tô ouvindo uma música linda... Não vou me adaptar...
(Fragmentos - Arnaldo Antunes)

...
não vou
me adaptar
...
será que eu falei o que ninguém dizia..."
...


Beijo.

1102208 12:50 LT

Ah! A
imagem daquela linda e adorável bruxinha
- e trazendo pela mão - displicente -

um pequeno ursinho de pelúcia
- a demonstrar ser ela apenas uma menininha -
está que é uma maravilha...

Representa exatamente a lembrança que o meu imaginário possui daquela beleza de mulher.

Beijo.
Lustato.
tHe 10.02.2008 08:41 LT

Para o poema: A Poção da Bruxa Errante
http://pseudo-poesia.blogspot.com/2008/02/poo-da-bruxa-errante-trago-comigo.html





Comentário recebido de Liliane

"Li 'Zóio de Lula - Para Gostar de Ler e Escrever', que lindo!!!
NOssa que jeito legal e diferente de escrever!!!!
PArabéns!!!!
Me fogem as palavras perto desta obra maravilhosa!!!!!
O que posso fazer?
Recomendar a leitura e recomendar e recomendar e recomendar(rsrsrsr)
Belíssima!!!!!
PArabéns!!!!!!"
(Liliane)
http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=17567751604919490440



"Zóio de Lula - Para Gostar de Ler e Escrever"
http://www.lustatotenterrara.com/visualizar.php?idt=451343


Diálogos no Recanto

Lícya...

Princesa...

"Venha", está que é um puro e poético convite para o
amor...
Para a vida...
A felicidade.

A mensagem está perfeita...

"contar estrelas",

"caminhar com a lua".

Está lindo!

Florbela Espanca, já dizia
(com outras palavras),
que o coração do poeta é assim,
tresloucado,
a ponto de ouvir a lua,
falar com o vento...

Assim é o teu poema,
se propondo a fazer o que tu queres:
'mostrar a vida'!

Ah!
Achei o poema de Florbela Espanca:
Ei-lo, transcrito logo abaixo:

"POETAS" (Florbela Espanca) "Ai as almas dos poetas Não as entende ninguém... São almas de violetas Que são poetas também!
Andam perdidas na vida...
Como as estrelas no ar...
Sentem o vento gemer
Ouvem as rosas chorar!

Só quem embala no peito
Dores amargas e secretas
É que em noites de luar
Pode entender os poetas.

E eu que arrasto amarguras
Que nunca arrastou ninguém
Tenho alma para sentir
A dos poetas também!"
(Florbela Espanca)
Viu??!!! Não é lindo! É a definição perfeita de nós... Poetas.

Um abraço,
The, 23.04.2007 00:27 Lustato Tenterrara
Enviado em 23/04/2007 00:35 para o texto: Venha (T460096) - licya mendes


Olá, meu querido!
Ah, agora que te achei
serei tua fiel fã!

Lindo de viver és tu,
percorrendo-me por inteira
sem me avisar.

Penso que és tu em mim
ou quem sabe
num passado distante
a gente se viu em algum lugar!

Bjs.
Enviado por Pietra Peron em 22/04/2007 14:16
para o texto: Da Mesma Cor (T459255)




"Tenho a Ti... O Peito Atado!"

adorei amigo

parabens!!
lindo!bejios!
Enviado por Marina Nunes em 22/04/2007 22:37

para o texto: Tenho a Ti... O Peito Atado! (T458163)



Mensagem in off: Contato: formulário

Músicas da NET Brasil Poesias Rede de Música,
Prosa, Verso, Poemas e Relacionamentos,
com todos os direitos reservados à Cláudia Simone, Lustato Tenterrara e Anchieta Cardoso


Encontre mais músicas como esta em Brasil Poesias Música Prosa Verso Poemas e Relacionamentos NET DADOS PESSOAIS - SOCIAIS - PROFISSIONAIS Lustato Tenterrara é pseudônimo do Dr. Luiz Carlos Carvalho de Melo, brasileiro, paulista, paulistano, casado, advogado, jurisfilósofo, poeta, escritor.

Na Ordem dos Advogados do Brasil, está inscrito na Seccional do Piauí, sob o n.º 4847.

Na União Brasileira de Escritores, está inscrito na Seccional do Piauí, sob o n.º 343.

Escreve desde muito tempo.
Utiliza o pseudônimo Lustato Tenterrara...
É nordestino de coração.
Em alguns escritos, é também
Elmano Sandino (poeta romântico)
Elmano Critilo de Dirceu (Jurisfilósofo)
e Hagar-H (Xamã Místico)
os quais utiliza como heterônimos.

Além de poemas, poesias e pequenos contos,
também escreve sobre temas sociais, religiosos, espíritas e jurídicos... o que vier...

Adora o Brasil, o calor, o frio, as praias
e, especialmente, tem uma fixação:

"um vulto de mulher...
que me persegue... que me alucina...
que vejo a todo instante...

todo dia, todo dia...
mentalmente...
num olhar...
num cruzar de pernas...
num barco a passar..."

É... É ele mesmo: Lustato Tenterrara!

Caso você queira copiar algum texto, por favor, lembre de citar o autor Lustato Tenterrara ou o seu heterônimo: é muito mais bonito que plagiar.

Os textos podem ser divulgados, sem fins comerciais, e desde que citado:
1. a fonte: Amor & Poesias Messenger Love & Passion of Lustato Tenterrara)
2. o link da fonte: www.lustatotenterrara.com
3. o nome do autor: Lustato Tenterrara.

Para fins comerciais, requerer autorização do Autor Lustato Tenterrara.
lustato@gmail.com
lustato@lustatotenterrara.com
eu@lustatotenterrara.com
brasilpoesias@gmail.com
brasilpoesias@lustatotenterrara.com

Ando todo dia neste site aqui
brasilpoesias.ning.com

Obrigado pela visita, pela leitura e pela atenção.

Se possível deixe seu comentário.

Se deixar e-mail pretendo responder.

Um abraço cordial,

Em 06 de abril de 2007
Atualizado em 10.02.2008.

Lustato Tenterrara

Meus Dados
formato emprestado do
Livro da Tribo
Especial Agenda Para Loucos de Todos os Gêneros

Endereço: Em algum lugar, no seu futuro...

Pessoal

Vícios e fantasias

Um vulto de mulher, que me persegue!

Perfume de mulher!

Cheiro de mulher!


Signo

Peixes
Ascendente
Peixes


Em que eu acredito

No Céu

Em cheiro de mulher

Em olho de mulher


Em que eu não acredito

A Somália no céu


Posições preferidas

Com ela(s): todas!


Tipo de música

Transcendental
MPB
Quase todas as demais


Do que eu gosto

Mulher

Carinho

Sexo

Escrever

Ler


Cor preferida

Azul é demais


Saúde


Comida preferida

Churrasco de carneiro

Frutos do mar, à francesa, à baiana, à brasileira...

Filé ao molho madeira

Churrasco de picanha e de contra-filé


Pra relaxar, eu gosto de

Sexo


Alguns de Meus Textos

Abril de 2007

a Nostalgia de Larissa
Quero te Acariciar a Fronte, Larissa!
Atualidades
Parati
Notícia de fm
o Caminho da Ponte
Mesmo Assim - de Maria Cíntia
ímã
ao Dead Poet Samuel Balbinot
Zóio de Lula - Para Gostar de Ler e Escrever
Kósmika
a Brincadeira de Maria Cíntia
Somente Por Que te vi ao Longe!
a Primeira Rima
Amor e Serafim
é o Tcham!
Sua Majestade, o Juiz!
a Declaração Dos Direitos Humanos
Desejo
Vitrines
Satélite - Releitura de Manuel Bandeira
Uma Rosa Paira no Jardim
Reflexos
Poemas de Maio
Uma Coisa é te Amar...
eu Sou a Própria Saudade - Jnfreitas
eu Teimo, eu Sei...
a Lua Nas Águas do Rio...
o Vento Que Passa Nas Folhas
um Dia te vi Sorrindo
Uma Paráfrase Triste
Luise, "ninguém Ainda Percebeu..."
a Verdade de Maria Cíntia
Dói no Coração
o Perfume do Teu Olhar
nós
Quimera
Amon Rah
Busca Incessante (meus Versos Tristes)
Bic (ou: "é Assim Que se Escreve!")
Noturnos
Estrelas
os Cinco Elementos
Dois Corpos
o Peixe
Penugens Douradas
Capítulo 1 - a Medonha
Eleja o Pão e o Circo
o Dia e a lua
um Mar Somente seu
Lago Paranoá
Amar-te da Terra a Marte
Mulher, Teu nome é Desejo

Se desejar ler algum poema
ou mensagem
basta digitar o título do poema e o nome lustato
no buscador do google.


Veja mais fotos como esta em Brasil Poesias Música Prosa Verso Poemas e Relacionamentos NET Hair The Movie: Sinopse

Prólogo: Sei que logo aqui no começo, parece um emaranhado de letras...

Sei também que repito muito, aqui no começo, uma frase em inglês: I Believe in God.

Sabe o que é, meu querido leitor, é que a frase tem muito e tudo a ver com o final do filme Hair - The Movie. Muito mesmo. É a frase que Claude (um dos protagonistas) repete exaustiva e desesperadamente, enquanto é embarcado qual uma manada de gado, num avião cargueiro, aquela 'manada' de homens embarcando de encontro à morte.

Veja no vídeo desta crônica em que passa o último ato da Ópera-Rock Hair The Movie, assim que começa o rock Manchester in England (o penúltimo vídeo desta publicação).

Garanto a você, prezado leitor, que ficará repetindo, ecoando em seus pensamentos a frase final de Claude: I believe in God! (...) I believe that's God believes in Claude... That's me, that's me... That's me!

Bom...Mas deixemos de conversa, que estamos aqui a divagar... Pule essa parte inicial... E adentre logo na Crônica e sinopse que se inicia logo mais (um palmo) abaixo.

Ah! Leia mesmo a sinopse.

Você não precisa saber inglês para comprender as letras de rock do filme.

O filme fica auto-explicativo, após a leitura da sinopse.

Boa leitura.

Lustato Tenterrara
๑۩۩๑۩๑♪♪Lustato♪ ♪Tenterrara♪♪๑۩

Hair The Movie,

by Lustato Tenterrara:

Good Morning 'Sasha' in Starshine! (I now, the correct letter says: Good Morning Starshine)

Hair The Movie:

"I Believe in God... And I believe that God believes in Claude... That's me, that's me, that's me":

Uma Crônica, à guisa de Sinopse, by Lustato Tenterrara

Hair - The Movie "I Believe in God... And I believe that God believes in Claude... That's me, that's me, that's me!" Sinopse by Lustato Tenterrara
Uma Crônica, à guisa de Sinopse

Image: Hair - The Movie!


(Lustato Tenterrara)

Hair - The Movie
"I Believe in God... And I believe that God believes in Claude... That's me, that's me, that's me!"
Sinopse by Lustato Tenterrara

Uma Crônica, à guisa de Sinopse

Um grande homem, que ora me falha o seu nome - na memória - já disse que acreditar na existência do universo e da vida sem a existência de Deus, é o mesmo que acreditar que um dicionário é obra de uma mera explosão em uma tipografia.

Outro - que também me falha o nome na memória, mas me lembro que era, é, ou foi, um cientista - disse certa feita: "Quanto mais olho para o céu, para o movimento dos astros, estrelas, planetas, constelações, mais acredito na existência de um Criador!".

Bom Dia, Sasha!
Nunca duvide da divina condição de nossas existências. Somos todos Deuses... Apenas não nos apercebemos disso.

Lustato Tenterrara says:
See the Opera-Rock "Hair - The Movie": One of the two best films in the whole history!


Hair - The Movie
"I Believe in God... And I believe that God believes in Claude... That's me, that's me, that's me!"
Sinopse by Lustato Tenterrara

Uma Crônica, à guisa de Sinopse


O jovem que neste momento lê estas linhas não pode imaginar... Não pode sequer conceber os horrores de uma guerra... Hair - The Movie é uma Ópera-Rock. Considero-o o melhor de todos os filmes já produzidos em toda a história de nossa civilização.

Um manifesto à paz. Jovens que se encontram, se conhecem e se amam durante o burburinho social-fumegante de manifestações pela paz, e suas convocações para o serviço militar, ao tempo da Guerra do Vietnã e do boom do movimento hippie.

Claude é uma espécie de irreverente pacifista de cabelos longos, e líder de sua trupe de amigos hippies. O filme é uma excelente ópera-rock, que se inicia no exato momento seguinte em que queimam, numa fogueira armada em um parque, suas convocações para o serviço militar.

A primeira música da ópera-rock, Aquarius, dá uma mostra do que devemos esperar do desenrolar de toda a trama: "Quando a lua entrar na Sétima Casa, e Júpiter se alinhar com Marte... Então, a paz vai guiar os planetas, E o amor irá orientar as estrelas..."

"When the moon is in the Seventh House
and Jupiter aligns with Mars
Then peace will guide the planets
And love will steer the stars
"


Enquanto se divertem no parque, conhecem George, um jovem do interior, "alienado" dos movimentos pacifistas, e que está chegando à cidade para cumprir o serviço militar. Sequer passa na cabeça daquele jovem patriota a hipótese de não servir à sua pátria, chocando-se, desta feita, com os costumes, ideologias e irreverências dos pacifistas hippies e suas manifestações contra a ordem social instaurada.



Hair - The Movie
Vídeo: "Aquarius"

Áudio em Inglês, Legenda em Alemão
Aquarius in Hair - The Movie "When the moon is in the Seventh House and Jupiter aligns with Mars Then peace will guide the planets And love will steer the stars
This is the dawning of the age of Aquarius
The age of Aquarius
Aquarius! Aquarius!

Harmony and understanding
Sympathy and trust abounding
No more falsehoods or derisions
Golden living dreams of visions
Mystic crystal revelation
And the mind's true liberation
Aquarius! Aquarius!

When the moon is in the Seventh House
and Jupiter aligns with Mars
Then peace will guide the planets
And love will steer the stars

This is the dawning of the age of Aquarius
The age of Aquarius
Aquarius! Aquarius!

As our hearts go beating through the night
We dance unto the dawn of day
To be the bearers of the water
Our light will lead the way

We are the spirit of the age of Aquarius
The age of Aquarius
Aquarius! Aquarius!

Harmony and understanding
Sympathy and trust abounding
Angelic illumination
Rising fiery constellation
Travelling our starry courses
Guided by the cosmic forces
Oh, care for us; Aquarius!
"


Claude e sua turma ao descobrirem que aquele seria o último dia de liberdade daquele jovem interiorano, antes dele incorporar-se às forças armadas, decidem congregá-lo, como se fora (fôra) uma espécie de "ultimo desejo dos condenados à morte".

Assim, cuidam de integrar George em seus costumes e orgias de amor, sexo, drogas e liberdades, aproveitando-se de terem percebido o olhar apaixonado que o jovem lança em direção a uma linda garota da alta sociedade que conhecem, todos, naquele exato momento, quando ela desfila, por entre eles, em uma surreal e sexy equitação rupestre.

Enquanto armam artimanhas para unir o jovem casal, Claude e sua turma levam os expectadores a contestar os dogmas sociais vigentes, ora pensando não apenas nas lutas sociais, mas também na felicidade individual de todos os seres.

Irreverências à parte e em meio a confusões, prisões e exposição de seus próprios traumas individuais - de cada um dos integrantes da tribo pacifista - em episódios pinçados, isolados, mas que se unem, todos, em musicais de elevado porte, os quais, inobstantes a diversidade de temas, produzem um conjunto final unitário de rara beleza poética, o que alça "Hair - The Movie" à categoria de melhor musical já produzido na história da arte e de nossa civilização, envolvendo os espectadores numa ópera-rock, com brilhantes coreografias musicais que ocorrem em cada um dos episódios da trama que vivem todas as personagens.

Assim, induzem os expectadores a pensar sobre as relações sociais, a paz, o pacifismo, o amor, a amizade, o indivíduo, a diversidade de grupos sociais, a liberdade, carpe diem, o racismo, o militarismo, as guerras, a subserviência, a insurreição... A morte!

O certo é que, inobstante as liberdades vivenciadas com a trupe pacifista, o jovem interiorano George permanece inabalado em sua convicção de servir à pátria e, separando-se da trupe, incorpora-se ao exército dos Estados Unidos da América do Norte, iniciando o seu treinamento militar, também retratado musicalmente de forma ímpar.

Após certo lapso temporal, vê-se a namorada do jovem soldado, em companhia da intéprida e pacifista trupe - liderada por Claude - em um automóvel conversível, dirigindo-se à base militar, com o fim de proporcionar ao amigo interiorano, alguns momentos de prazer antes de o mesmo embarcar em missão de guerra em território vietnamita.

Enquanto dirigem em um descampado que lembra a vastidão de um território texano, embalam os expectadores em um momento de amor e amizade, com a peculiar música "Good Morning Starshine", onde "a Terra diz 'hello'" e a animada trupe repete refrões de lá-lá-ra-li-lá:

"... Gliddy glub gloopy; Nibby nabby noopy
La la la lo lo...

Sabba sibby sabba; Nooby abba nabba
Le le lo lo...

Tooby ooby walla; Nooby abba nabba
Early morning singin' song...
"


Hair - The Movie
Vídeo: "Good Morning Starshine"

Áudio em Inglês, sem legendas
Good Morning Starshine in Hair - The Movie "Good Morning Starshine The earth says "hello" You twinkle above us We twinkle below.

Good Morning Starshine
You lead us along
My love and me as we sing
Our early morning singin' song

Gliddy glub gloopy; Nibby nabby noopy
La la la lo lo...
Sabba sibby sabba; Nooby abba nabba
Le le lo lo...
Tooby ooby walla; Nooby abba nabba
Early morning singin' song.

Good Morning Starshine
The earth says "hello"
You twinkle above us
We twinkle below.

Good Morning Starshine
You lead us along
My love and me as we sing
Our early morning singin' song

Singin' a song, humming a song
Singing a song...
Loving a song, laughing a song
Singing a song...
Sing the song; Song the sing
Song song song sing
Sing sing sing sing song
Song song song sing
Sing sing sing sing song

Good Morning Starshine
The universe rings
With Milky Way music
Our blue planet sings.

Good Morning Starshine
And someday so strong
They'll hear the song we sang
Our early morning singin' song!
"




Novas peripécias ocorrem, enquanto a trupe arma um plano para tirar seu jovem amigo George, da base militar com o fim de propiciar - ao engajado soldado - um último momento de amor com sua jovem namorada.

Assim, Claude, que tanto valor dava aos seus longos cabelos hippies - envolvendo-se em grandes confusões e considerações filosóficas a fundamentar o seu direito de ter os cabelos do tamanho que desejasse - vê-se na frente de uma tesoura, enquanto seus cabelos são cortados rentes, ao estilo soldado, com o fim de que Claude possa 'substituir' George - por uma a duas horas - ocupando o seu lugar na base militar, logrando êxito nessa empreitada.

Vê-se, aqui, na expressão de Claude, a demonstração de seu enorme amor fraternal, ao cortar os cabelos (hair, em inglês, e que dá título ao filme) e, pacifista que era, adentrar em uma base militar com o fim de substituir o amigo por algum par de horas.

No entanto, enquando o jovem soldado George permanece fora da base militar em deleites de amor com a sua linda namorada, o comando militar adentra ao alojamento dos soldados - onde encontra-se Claude - e profere ordens de embarque imediato para o front de batalha em território estrangeiro, embarcando o 'desorientado' Claude, juntamente com o batalhão inteiro da base militar em enormes aviões cargueiros militares, onde adentram todos como se fossem uma mera carga.

Assim, quando o jovem soldado George retorna à base militar para reassumir seu lugar na tropa, seu rosto começa a expressar nuances de desespero, ao ir percebendo, paulatinamente, a ausência de soldados no campus militar. Expressão que toma seu auge ao adentrar em seu alojamento e constatar o imenso vazio e abandono do mesmo.

Enquanto George sai, em desabalada carreira, rumo ao aeroporto da base militar, a sua expressão de desespero vai transformando-se em desânimo e constatação do inevitável: Claude embarcara, rumo ao front, em seu lugar.

No mesmo momento em que o jovem soldado inicia a desabalada carreira descrita acima, Claude e os soldados são embarcados no avião cargueiro militar. O desespero e desorientação que se percebe na face do pacifista Claude, enquanto se desenvolve o último ato da ópera-rock, ao som do belíssimo rock "Let The Sunshine In" - é um dos momentos mais belos e grandes do filme "Hair - The Movie".

Um ato que transcende o filme de poesia absoluta, pura, indelével e que permanece na mente do espectador, por todas as décadas posteriores de sua vida: Os soldados adentrando, feito gado embarcado, enquanto cantam, todos, em tom grave e especial, a música "Let The Sunshine In", belíssima - não canso de repetir - e seu refrão "I Believe in God... And I believe that God believes in Claude... " acompanhados de um desesperado Claude. A cena indelével na mente de quem assistiu Hair - The Movie, é a tropa toda, qual uma "manada", desaparecerem no escuro compartimento de carga do avião, e o último suspiro de Claude... Seu último cântigo: "I Believe in God... And I believe that God believes in Claude... That's me... That's me... That's me...!"

Tem mais uma cena, no final... Toda a trupe reunida, liderada agora por George, em trajes hippies, cabelo comprido, reunidos num cemitério-parque, junto ao túmulo de Claude (com a lápide escrita "George"). Trocaram seus destinos, George e Claude... Literalmente!.


Hair - The Movie
Vídeo: Let The Sunshine In
Áudio em inglês, sem legendas
Hair - The Movie Vídeo: Let The Sunshine In Áudio: Inglês, sem legendas "We starve-look At one another Short of breath
Walking proudly in our winter coats
Wearing smells from laboratories
Facing a dying nation
Of moving paper fantasy
Listening for the new told lies
With supreme visions of lonely tunes

Somewhere
Inside something there is a rush of
Greatness
Who knows what stands in front of
Our lives
I fashion my future on films in space
Silence
Tells me secretly
Everything
Everything

Manchester England England
Manchester England England
Eyes look your last
Across the Atlantic Sea
Arms take your last
embrace
And I'm a genius genius
And lips oh you the
doors of breath
I believe in God
Seal with a righteous kiss
And I believe that God believes in Claude
Seal with a righteous kiss
That's me, that's me, that's me
The rest is silence
The rest is silence
The rest is silence

[Singing]
Our space songs on a spider web sitar
Life is around you and in you
Answer for Timothy Leary, dearie

Let the sunshine
Let the sunshine in
The sunshine in
Let the sunshine
Let the sunshine in
The sunshine in
Let the sunshine
Let the sunshine in
The sun shine in...
"


THE END OF SINOPSE


É, meu amigo leitor... Naqueles tempos quando o filme foi lançado nos cinemas do Brasil, aqui imperava ainda o regime militar instituído pela "Redentora"(?). Estava nos seus extertores finais, mas ainda imperava. Você dificilmente saberá o que é viver num regime militar... Os horrores, o militarismo arrogante, adentrando nas residências, num regime de exceção, onde estudantes eram torturados no pau-de-arara por mera ideologia política divergente. Ou eram presos, em Recife, estudantes ou turistas, apenas por tirar uma foto em alguma praça... Se naquela praça houvesse um quartel!

É... Então você também não deverá saber que o filme Hair - The Movie foi lançado no Brasil com cortes e censurado... E que eu, ainda menor de idade, fui barrado na entrada do cinema, em Recife, por não ter idade suficiente para assistir o que hoje todo mundo vê na internet. Aliás, se a internet existisse naquele tempo, seria bloqueado o acesso no Brasil. Bons tempos aqueles... E que não retornem, jamais. Amém: "I Believe in God... And I believe that God believes in Claude... That's me, that's me, that's me!"

Hair - The Movie
"I Believe in God... And I believe that God believes in Claude... That's me, that's me, that's me!"
Sinopse by Lustato Tenterrara

Hair - The Movie
Vídeo: Trailer do filme
Áudio em inglês, sem tradução.

 
 
 

TRADUCTOR

 EnglishFrenchGermanSpain

ItalianDutchRussianPortuguese
JapaneseKoreanArabicChinese Simplified

Gracias por estar aquí, compartiendo en nuestro bello portal literario.

©SorGalim

Milagros Hernández Chiliberti

Ingeniera de Sueños

Safe Creative #1103280367494

CLICK: 

1. DESTACADOS POR LA ADMINISTRACIÓN

2. DESTACADOS POR EL STAFF 

EN EL ESPACIO SUBSIGUIENTE INMEDIATO, MOSTRAREMOS LOS Top Blog Posts SEMANALES

Fotos

  • Agregar fotos
  • Ver todos

DONATIVO

----------------------

HIMNO DE LA UHE

LETRA: HÉCTOR CORREDOR CUERVO

MÚSICA: HENRY ANGARITA

****union.hispanoamericana@gmail.com

milagros_ingenieradesuenos@hotmail.com

OBRA DE SORGALIM- DIRECTORA DEL PORTAL UHE

 

POEMAS

1

¡ERES UN ENCANTO!!

2

¡QUÉ DESAGRADABLE ERES!!

3

¿ADÓNDE FUE MI LUCERO?

4

¿DÓNDE SE ENCUENTRA ESA MITAD DE MI ENSAMBLAJE?

5

¿QUÉ BURLA ES ÉSTA?

6

¿QUÉ HA SIDO DE ELLA?

7

ADORNARÉ MI ÁRBOL

8

AGUAS SUCIAS

9

AL LADO TUYO RESPIRO YO

10

AMANECER DE NUEVO

11

A PAPÁ: NUMEN DE MI HISTORIA

12

APRIÉTAME JUNTO A TI

13

ARDIENTE PECADO. POEMA DEL MES (25 SEPT 2010)

14

BUSCO NOVIO CON URGENCIA

15

CABALGAS POR MI PIEL

16

CADA MITAD EXACTA

17

CALZADAS. SONETOS EN VERSOS ALEJANDRINOS

18

CANELA DULCE

19

CANTÓ EL AMOR

20

CAMILA TIENE UNA CASA

21

CAPÍTULO ATASCADO. ¡NO DEBEN LEERLO!

22

CHANZA 1. Del Poemario: GUASACACA Y CARCAJEO

23

COMPLETA , PERO ABSURDA

24

CON DIGNIDAD Y DONAIRE, CARLOS GARRIDO CHALÉN

25

CREÍA VOLAR

26

CREO EN TI, AMIGO

27

CUANDO UN ALUMNO MUERE

28

DANTE Y BEATRIZ

29

DE CLARAS GOTAS CASCADA

30

DE ESPÍRITU FRESCO Y SUBLIME, ELCIRA MARTÍNEZ CHACÓN

31

DÉCIMAS SIN TIEMPO

32

DESEO EXTENDIDO SUBLIMADO

33

FELIZ NAVIDAD - LOS AMAMOS

34

LOGOS

35

MAQUIAVELO ES UNA ZAPATILLA

36

MARVADINA

37

ME LLEGÓ EL MOMENTO DE RENOVAR MI CHIP SEXUAL

38

MEJOR AQUÍ

39

MI VARÓN ES AGRACIADO

40

MIENTRAS LIBO A ALCANZAR TUS SENSACIONES

41

MÍRAME

42

MIS METÁFORAS

43

MIS RECONOCIMIENTOS EN OTRAS PÁGINAS

44

MOJADO EN MÍ

45

MUJER LLENA DE ESES

46

MUJER REDONDA EN UN MUNDO CUADRADO

47

NACE EL POEMA

48

NECESITO

49

NERUDA, NO ESTÁS MUERTO

50

NOS TOCA

51

NUESTRO TIEMPO

52

NUESTROS HIJOS INFINITOS

53

NUESTROS HIJOS INFINITOS

54

NUNCA TE DEJARÉ

55

ORGASMO DEL AÑO NUEVO

56

ODA A MERCEDES SOSA

57

OVILLEJOS

58

PADRE, HOY EN TU DÍA, NECESITÉ APOYARME EN TU HOMBRO DE PAN DULCE

59

PENÉTRAME CON TU MIRADA

60

PERDERNOS LOS DOS, ES LA QUIMERA

61

PRIMOGÉNITO

62

QUE NADIE SEPA

63

QUERIDA AMIGA

64

QUIÉN SINO TÚ

65

RETOÑOS

66

SAGAZ NAVEGANTE

67

SE ACABAN MIS ENTREMESES

68

SE ACABARON MIS GANAS, SE ACABARON

69

SE HA IDO POR MIS GRIETAS

70

SEÑORA DE LA AMABILIDAD, MARÍA ADIELA LONDOÑO DE COPETE

71

SER NIÑOS, EL GRAN PROYECTO

72

SOBARÉ LAS HERIDAS DE TU COSTADO IZQUIERDO

73

SOBRE EL TABLERO

74

SONATA EN SÍ Y MINUETO EN MÍ

75

TE ANDO BUSCANDO

76

TINTINEANDO ENTRE LUCES

77

TORRE CAÍDA

78

TU BESO

79

TU COLLAGE O LAS SINÉCDOQUES DE MI AMOR

80

TU DESEO ME INVADE

81

TU HORIZONTE Y MI ORQUÍDEA

82

UNA ETAPA DE MI VIDA HA CONCLUIDO

83

UNA MUJER COMPLETA

84

UN POETA VISTO POR OTRO POETA. Dedicado a cada poeta, en el Día Mundial de la Poesía

85

VALLEJO SIGUE GRITANDO

86

VINE DE TU AMARILLO VERTIDO EN FLUORESCENCIA

87

VOY A BRINDAR POR TU SIGLO, NICANOR

88

YA TE ESCURRES POR MI CENTRO

89

YO HE SENTIDO QUE ME AMAS

90

YO SOY ESE SER QUE CREE EN EL MISTERIO

91

DE SONETISTA A SONETISTA

92

DISEÑAR UNA ESTRELLA EN LAS ESTRELLAS

93

DULCE SISELLA

94

EBULLICIÓN

95

EL DOLOR DE MÓNICA

96

EL PERDÓN ES VIVO VERBO

97

EL REGOCIJO DE LA PASIÓN CROMÁTICA

98

EL SABOR DEL DURAZNO

99

EL SUEÑO DE ANDRÉS Y SIMÓN

100

ELIPSIS DE AMOR

101

EN TU GUARIDA

102

ENTRE LA BRUMA DE TUS SUEÑOS

103

ENTREVERADOS

104

ESA MÚSICA SUENA A CARICIA

105

ESTOY EN EL CENIT

106

ESTUPIDECES

107

EXPLÍCAME ESPERANZA

108

FÁBULA DEL ZORRO Y EL LUCERO

109

FANTOCHE

110

FLOR DE TUNA

111

GRILLOS

112

HELADAS ROSAS I

113

HELADAS ROSAS II

114

IMBÉCIL

115

JOSÉ LOGATTO, ZAPATERO Y POETA

116

LA ASIMETRÍA DEL ÁNGULO

117

LA CLAVE DE SOL POR LA PAZ

118

LA MUERTE SUEÑA VIVIR EN LAS MUSAS

119

LA PAZ ES MUCHO MÁS

120

LA REDENCIÓN

121

LA SEMILLA DEL BESO

122

LADRONES DEL TIEMPO

123

LAS FLORES DE LA NECRÓPOLIS

124

LLUÉVEME

125

 

EL BESO Y LA FALSÍA

126

CUANDO ME ENOJO, NO CHILLO

127

YA REVUELCA MI PASIÓN

 

 

 

 

 

 

 

MUY ERÓTICOS

1

 EL MUTUO GUSTO DE TENERNOS GANAS

2

SELLARÁS LA ALAZANA DE TU LECHO

3

CON TU TACTO VIRIL SE DERRAMÓ MI COPA

4

 TUS BESOS SON DE SEDA Y TERCIOPELO

5

 DESEO EXTENDIDO SUBLIMADO

6

 

 AL RITMO DE MIS PUNTOS ERECTOS

 

 

 

 

 

 

 

NARRATIVA

1

GREGORIANUS

2

HOMBRECILLOS

3

LA MAGIA DE BALTASAR

4

MIRINDA RECIBE CONDENA

 

 

 

RELATOS EN VERSO

1

GUAICAIPURO

2

EL KNOCKOUT DEL ASOMBRO

3

EL SECUESTRO Y LA MUERTE. LA PATRIA SE REBELA

 

 

 

REFLEXIONES

1

MENSAJE AL FINAL DE UN AÑO Y AL COMIENZO DE OTRO

2

COMUNICADO PÚBLICO

3

MI IDEA DE DIOS

 

 

 

PRÓLOGOS

1

¿DÓNDE ESTÁN TUS LENTES?

2

ADOLFO CABALLERO Y SUS BESOS PERDIDOS

3

CARMEN SÁNCHEZ CINTAS (SENDA), UN CAMINO VIVIENTE...

4

GEWAMA, EL POETA QUE CANTA ÍNTIMAMENTE AL AMOR INFINITO

5

JHONNY OLIVIER MONTAÑO, UN PEREGRINO ERRANTE QUE REGRESA DE LOS SUEÑOS

6

MARCO GONZÁLEZ, EL POETA DE LA ADJETIVACIÓN ABUNDANTE Y APASIONADA

7

DÚO EN DIÁLOGO DE AMOR, DE ALFRED Y ROSSIBEL

8

 

HOMERO GÓMEZ VALDEZ Y SU SENSIBILIDAD ROMÁNTICO-SOCIAL

9

ENRIQUE CABALLERO ARIAS, CONSTRUCTOR ORGÁNICO DE LA POESÍA

10

MARCELA VANMAK, CON EL ESPÍRITU DE LAS MUSAS

 

 

 

 

ENSAYOS

1

BREVE HISTORIA DE LA UNIÓN HISPANOAMERICANA DE ESCRITORES, UHE

2

CARLOS GARRIDO CHALÉN: UN APÓSTOL DE LA PALABRA UNIVERSAL

3

CLASICISMO VS VERSOLIBRISMO... AMBOS TIENEN DERECHO A MEDALLAS. PERO BUSQUEN OPTIMIZARSE DÍA A DÍA

4

EL GENIO DEL IDIOMA

5

ELOGIO DE LA MADRASTRA

6

LA VERDAD DEL CURSO VITAL DE ANDRÉS BELLO

7

MI FÓRMULA ECLÉCTICA DEL CONOCIMIENTO

8

NO ES UNA SIMPLE METÁFORA: CON EL CORAZÓN SE AMA… Y SE PIENSA

9

QUÉ ES POESÍA

 

 

 

 

 

 

 

ALGUNOS FOROS

1

¿TE PARECE QUE PEPE TIENE LA RAZÓN? ¿HAY QUE APOYARLO?

2

ACERCA DE EDITAR Y REEDITAR

3

AGRADEZCO AL HERMANO HÉCTOR CORREDOR CUERVO Y A COLOMBIA POESÍA CANTA

4

AL BORDE DEL ABISMO: ENTREVISTA REALIZADA A MARIO VARGAS LLOSA

5

CAMINO A LA TERNURA. De Carmen Nelly Salazar Cortegana

6

COMISIÓN EVALUADORA DE TEXTOS Y OTRAS PARTICIPACIONES UHE - SVAI

7

COMITÉ PERMANENTE de usuarios QUE AYUDE A LA ADMINISTRACIÓN

8

CONCURSO DE CUENTOS "MANUEL DÍAZ RODRÍGUEZ"

9

DESAHÓGATE: ¿QUÉ ES LO MÁS DECEPCIONANTE QUE TE HA CAUSADO UN AMIGO?

10

EL ARTE DE VESTIR UN LIBRO

11

EL CREADOR DE LA ANTI POESÍA HA VIVIDO UN SIGLO... Y CONTINÚA VIVIENDO A SUS ANCHAS

12

EL INSTITUTO MUNDIAL DE EDUCACIÓN Y CULTURA DE LA UHE‏ INAUGURÓ EL PRIMERO DE LOS TALLERES PROGRAMADOS

13

EL MILAGRO DE JUAN PABLO II

14

EN LA PARTIDA DE OSCAR SAMBRANO URDANETA

15

ERNESTO KAHAN, COPRESIDENTE EJECUTIVO DE UHE, RECIBE PRIMER PREMIO EN CONCURSO INTERNACIONAL “LETRAS PARA EL MUNDO 2013″

16

FORO PARA DEJAR CREDENCIALES A LOS MIEMBROS DEL ORGANIGRAMA UHE

17

FORO PARA DESCARGAR LOS CARNETS

18

HISPANOAMÉRICA ¿LIBRE O AVASALLADA?

19

HUMBERTO FERNÁNDEZ MORÁN.

20

I ENCUENTRO MUNDIAL DE ESCRITORES Y ARTISTAS, A EFECTUARSE EN CARACAS LOS DÍAS 15, 16, 17 Y 18 MARZO 2010

21

LA ESTATUA DE VARGAS. Por Rafael Muci-Mendoza

22

LA SOCIEDAD VENEZOLANA DE ARTE INTERNACIONAL CELEBRÓ SU 2º CONGRESO MUNDIAL DE ESCRITORES Y ARTISTAS EN SAN PEDRO DEL RÍO, TÁCHIRA, VENEZUELA, DEL 20 AL 25 DE JULIO DE 2013

23

LA UNIÓN HISPANOAMERICANA DE ESCRITORES UHE, TE MANTIENE INFORMADO CON LO MÁS ACTUALIZADO DE LA PALESTRA MUNDIAL

24

LUIS PASTORI DICE ADIÓS A SU RESIDENCIA EN LA TIERRA

25

MENSAJE DEL FUNDADOR DE LA UHE DR. CARLOS GARRIDO CHALÉN, AL CUMPLIRSE VEINTE AÑOS DE LA FUNDACIÓN DE LA UNIÓN HISPANOMUNDIAL DE ESCRITORES

26

MUCHO CUIDADO Y PRUDENCIA CUANDO QUERAMOS EJECUTAR NUESTRO "DERECHO A LA LIBERTAD DE EXPRESIÓN"

27

NUESTRAS PETICIONES PARA NAVIDAD Y AÑO NUEVO

28

PRETENDEN CHANTAJEAR A LA ADMINISTRADORA DE ESTE PORTAL

29

PROGRAMA - 3ª JORNADA DE LA PAZ y 1er CONGRESO INTERNACIONAL DE LA UNIÓN HISPANOAMERICANA DE ESCRITORES (UHE)

30

REGLAMENTO INTERNO DEL PORTAL UHE

31

SÁBATO ALZÓ VUELO UN SÁBADO

32

SÁBATO NACIÓ EL DÍA DE SAN JUAN

33

SEGÚN LA RAE, LA CONSTITUCIÓN VENEZOLANA RECARGA EL LENGUAJE HACIÉNDOLO IMPRACTICABLE Y RIDÍCULO

34

USUARIOS CON ALGUNA IRREGULARIDAD EN SU PERFIL DE PORTAL UHE

35

LA VENEZOLANA GLADYS REVILLA PÉREZ CELEBRA SUS 50 AÑOS COMO ESCRITORA Y BAUTIZA SU LIBRO "CAMINO DE BOTALÓN"

 

 

 

 

 

 

**********************

**PREMIO PLUMA DE ORO, OTORGADO POR:Juan Andrés González, escritor y artista español

© 2018   Creada por ADMINISTRACIÓN UHE.   Con tecnología de

Insignias  |  Informar un problema  |  Política de privacidad  |  Términos de servicio